Atenção

Este Blog foi desenvolvido para servir de canal entre a grande colaboradora do Centro Espírita Allan Kardec, Therezinha Oliveira, e interessados na Doutrina Espírita. Sua última atualização se deu logo após o desencarne da autora, com a publicação do lançamento do livro Sino de Cristal, em outubro de 2013. Todas as perguntas eram criteriosamente lidas e respondidas pela própria Therezinha Oliveira. Assim, devido ao seu alto teor de informações, vídeos, aulas, perguntas e respostas e curiosidade dos leitores acerca da Doutrina Espírita, a Direção do CEAK optou por deixar a disposição dos senhores leitores todo esse acervo que, em algum momento, poderá auxilia-los em consultas e estudos. Informamos, portanto, que o Blog não será atualizado, mas mantido no seu formato original como deixado em sua última postagem.

Postado em Notícias por Therezinha Oliveira. Sem Comentários

Lançamento do livro infantil O SINO DE CRISTAL de Therezinha Oliveira: Compareça!

SinoDeCristaoTraga sua família! Será um momento muito especial para esse lançamento tão esperado! Haverá atividades surpresas para as crianças.

Datas:

- 01 de outubro (terça-feira) às 18h30, na Livraria da Vila (espaço infantil) – Shopping Galeria

- 12 de outubro (sábado) às 17h, na livraria Saraiva de Campinas – Shopping Iguatemi

- 19 de outubro (sábado) às 17h, na livraria Saraiva de Jundiaí – Jundiaí Shopping

Faça sua inscrição prévia pelo e-mail sinodecristal@allankardec.org.br, informando a data da participação, quantidade de participantes e nomes.
Vagas Limitadas!

O Sino de Cristal

Novo livro infantil da consagrada autora Therezinha Oliveira.
Dentro de todos nós existe um pequeno sino de cristal e seu som indica o que é bom de ouvir, pensar e fazer. Será que ele conseguirá fazer um garoto solitário e triste encontrar a verdadeira felicidade? Descubra

Horário: 01/10 às 18h30 – 12 e 19/10 às 17h
Informações: Editora Allan kardec – Fone: (19) 3242-5990

Postado em Diversos por Therezinha Oliveira. Sem Comentários

Doutrina e Movimento – Diferenças fundamentais – A visão do além

O simples fato de poder o homem comunicar-se com os seres do mundo espiritual traz consequências incalculáveis da mais alta gravidade; é todo um mundo novo que se revela e que tem tanto mais importância, quanto a ele hão de voltar todos os homens sem exceção (A Gênese, I, item 20)

Ele nos mostra esse mundo (o dos seres espirituais), não mais como sobrenatural, mas, pelo contrário, como uma das forças vivas e incessantemente atuantes da natureza, como a fonte de uma infinidade de fenômenos até então incompreendidos e, por essa razão, rejeitados para o domínio do fantástico e do maravilhoso. (O Evangelho segundo o Espiritismo, I, item 5)

Que fazem os espíritos no plano invisível?

Sem o conhecimento espírita, tudo que é relativo ao mundo espiritual nos parece vago irreal… No entanto, esse mundo, embora de fluidos, invisível para nossos materiais, é perfeitamente real. Nele, os espíritos vivem, trabalham, estudam, amam, progridem, como o fazemos aqui na Terra.

A literatura espírita é prodiga em informações e relatos sobre a vida e atividades dos espíritos no plano espiritual. O interessado nesses temas os encontrará em obras como: O livro dos Espíritos, de Allan Kardec, e o Nosso Lar, do espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier.

Intervenção dos espíritos em nosso mundo

Os espíritos influem sobre nós e nós sobre eles em constante intercâmbio, geralmente sutil, mas por vezes ostensivo. São dois mundos, os planos material e o espiritual, que se interpenetram e um sobre o outro incessantemente reagem. Tudo, porém, se processa dentro de limites providenciais, estabelecidos pela sabedoria divina, e de modo tão natural que nem sempre nos damos conta da influencia que estamos recebendo ou exercendo.

Ao ouvirem falar dessa presença e manifestação dos espíritos ao nosso redor, algumas pessoas revelam:

Tenho medo deles…

Esse medo vem da suposição de que os espíritos sejam anjos ou demônios, como seres criados à parte da humanidade. Entretanto, não há seres assim. Os espíritos são apenas as almas dos homens que já viveram na Terra, são seres espirituais como também o somos, apenas não estão no momento revestido por um corpo material. São espíritos libertos, ressurgidos depois da morte. Como a ressureição não é da carne, mas do espírito, é com seu corpo espiritual que eles nos aparecem.

Doutrina e Movimento – Diferenças fundamentais – Sobre a mediunidade

O Espiritismo é nova ciência que vem revelar aos homens, por meio de provas irrecusáveis, a existência e a natureza do mundo espiritual e suas relações com o mundo material. (O Evangelho segundo o Espiritismo, Cap. I, item 5)

Com as manifestações dos espíritos:

- fica comprovado: Não há morte! O espírito é imortal, a vida é imperecível! Acaba o medo da morte.

- fica eliminada, também, a maior parte das nossas preocupações sobre o que nos aguarda além da morte, permitindo-nos fazer uma ideia melhor a respeito.

-temos o conforto do intercambio com os nossos entes queridos que estão no Além. Não forçosamente de cada um, particularmente, mas aquele que se comunica, prova que todos sobrevivem.

O conhecimento espírita, através da mediunidade também revela o fato das obsessões (a influência insistente e prejudicial que espíritos perturbados ou perturbadores exercem sobre os encarnados), e que é a causa, até agora desconhecida, de numerosas afecções, sobre as quais a Ciência se havia equivocado, em detrimento dos doentes (quantos obsidiados foram e são tidos por loucos!). E ainda nos da às instruções e os meios de prevenir, combater e curar esse mal.

Esse conhecimento da imortalidade e comunicação (…) não pode deixar de acarretar, generalizando-se profunda modificação nos costumes, caráter, hábitos, assim como nas crenças, que tão grande influência exercem sobre as relações sociais. É uma revolução completa a operar-se nas ideias, revolução maior, tanto mais poderosa, quanto não se circunscreve a um povo nem a uma casta, visto que atinge, simultaneamente, pelo coração, a todas as classes, todas as nacionalidades, todos os cultos. (A Gênese, I, 20)

Mas a mediunidade não está proibida?

Moises proibira o exercício do intercambio mediúnico por abusos em sua prática. Isso foi cerca de 1.300 anos antes de Jesus. Mas, no Evangelho, não há mais menção alguma a essa proibição; ao contrário, Jesus ensina os discípulos a empregarem a mediunidade e exemplifica para eles a sua prática.

O Espiritismo relembra e recomenda, porém: a mediunidade é coisa santa e deve ser práticada santamente, isto é, com diretrizes superiores e para fins elevados, quais sejam: o esclarecimento espiritual, o fortalecimento da fé, a vivencia de maior fraternidade entre os dois mundos.

Sem dúvida há necessidade de análise criteriosa das comunicações dos espíritos e que se observe o consenso universal. Mas, não utilizar o recurso abençoado da mediunidade é privar a humanidade de valiosíssimos conhecimentos e da inestimável ajuda que os espíritos lhe podem prestar.

Doutrina e Movimento – Diferenças fundamentais – O espírito e seu perispírito

Deus, existência e imortalidade do espírito, justiça divina estão na base de todas as religiões, não somente da Doutrina Espírita.

Mas há no que o Espiritismo informa diferenças importantes e detalhes muito esclarecedores, que se constituem em verdadeiras revelações sobre o antes da nossa encarnação neste mundo, a transcendência do espírito em relação ao corpo mesmo durante a vida corpórea, e o que nos ocorre após desencarnamos.

Examinemos algumas dessas informações:

O espírito e seu períspirito

O espírito não só existe como preexiste ao corpo. A proposito, podemos recordar o profeta Jeremias (I:5), a quem foi revelada sua existência antes do seu nascimento corpóreo.

O espírito reveste-se do períspirito (corpo espiritual, no dizer do apostolo Paulo I Cor. 15:44). É um corpo de fluidos, substancia sutil, imponderável, maleável, que atende muito ao pensamento plasmador de espírito e serve de ligação e instrumento da ação do espírito com o meio (material ou espiritual) em que esteja vivendo.

Durante a vida física, ao se desdobrar perispiritualmente, o espírito transcende ao corpo e podedesfrutar de percepção extra-sensorial, experiências fora do corpo, ou entrar em transe mediúnico, sonambúlico, êxtase. Após a morte do corpo físico, o períspirito continua a servir ao espírito no plano espiritual, inclusive comprovando-lhe a individualidade.

NOTA DE GRATIDÃO

Nota de Gratidão

O Centro Espírita “Allan Kardec” de Campinas/SP agradece as manifestações de carinho e apreço, endereçadas à Therezinha Oliveira por ocasião da sua desencarnação ocorrida em 28/08/2013.

Centenas de amigos compareceram e/ou telefonaram estendendo vibrações de conforto e reconhecimento.

Equilíbrio, amizade, companheirismo e espiritualidade marcaram o velório e o sepultamento do corpo que lhe serviu de útil instrumento de manifestação na Terra.

O trabalho dessa destacável tarefeira marcou gerações inteiras e fortaleceu o Espiritismo no Brasil e no exterior.

Todos os que fomos tocados pelo seu exemplo e pelo seu verbo, sempre lúcido e doutrinariamente correto, pudemos entender a Doutrina com maior propriedade e, por isso, viver com mais equilíbrio.

Seus livros, fidelíssimos à codificação, continuarão iluminando, para sempre, a humanidade em nome do Consolador.

A maior homenagem que, de fato, poderemos prestar a essa verdadeira seareira é seguir seus passos no zelo pela pureza doutrinária e pugnar pela fidelidade a Jesus e Kardec.

Tendo a certeza da imortalidade da alma, que Therezinha Oliveira segue viva e plenamente integrada à pátria espiritual, cercada de familiares e dos benfeitores que a assistem, a todos agradecemos repetindo, tranquilos e confiantes: “Ave Cristo os que vivem para sempre te glorificam e saúdam”.

Centro Espírita “Allan Kardec” de Campinas/SP

Postado em Notícias por FAquino. Sem Comentários

NA LUZ DA REENCARNAÇÃO – REENCARNAÇÃO, A GRANDE LEI

Reencarnação, a grande lei

Ao término destas considerações em torno do
tema, a reencarnação se nos apresenta como uma das
leis fundamentais da vida. Sábio processo estabeleci­
do pela providência divina para a continuidade da exis­
tência, assegurando a evolução. Alavanca de progresso
que esclarece o passado, entrosa-o com o presente e
descortina possibilidades futuras.

Inegável o seu valor filosófico e muito grande o
seu efeito moralizador, quando somado ao conjunto
de informações que o Espiritismo oferece, revelando
a reencarnação como freio e estímulo, ao mesmo tem­
po, para a ação humana, uma vez que ensina não só
a não fazer o mal para não receber a conseqüência
infeliz, mas a também fazer o bem para receber o resul­
tado felicitador.

Conhecimento que traz compreensão e consola­
ção para todas as situações da vida, demonstrando que
toda experiência é útil e necessária, e o resgate é sem­
pre justo e redentor.

Informação que encaminha para a fraternidade,
favorecendo a convivência familiar, e fazendo da humanidade uma grande família. Que beneficia a vida e
a ordem na sociedade, evidenciando a utilidade de cada
qual em seu setor e o dever de se respeitarem os direi­
tos e oportunidades do próximo.

E, ainda, nos estimula ao progresso incessante,
animando-nos a lutar sempre pelo melhor, estudando
constantemente e construindo não apenas para o dia
de hoje mas para o amanhã, da humanidade e nosso,
porque para aqui retornaremos pela reencarnação.

Postado em Quando o Espiritismo Fala por Therezinha Oliveira. Sem Comentários

Aos Amigos do Centro Espírita Allan Kardec e da grande seara espírita

Ontem, dia 28 de Agosto, às 23 horas, tomamos conhecimento que a nossa querida Therezinha Oliveira partiu para uma nova etapa da sua rica existência, a vida espiritual.

Tudo aconteceu muito rapidamente, acometida que foi por uma Pneumonia. Foi internada ontem e, por merecimento seu e desígnios de Deus, desencarnou sem passar por grandes sofrimentos.

Ao lerem esta mensagem, sabemos que o sentimento de todos será de perda e saudades antecipadas da presença, da voz na tribuna espírita, das lições e do carinho que ela dedicou à divulgação do espiritismo, ensinando e exemplificando.

Nesse momento, no entanto, é hora de lembrarmos da Therezinha amiga e trabalhadora espírita, com serenidade e paz, envolvendo-a com pensamentos de amor e gratidão pela vida dedicada à divulgação das verdades espirituais, com simplicidade, clareza, coragem, disposição e alegria.

Ela colocou seus estudos doutrinários, conhecimentos e experiências à disposição de todos, escrevendo livros, organizando cursos, ministrando aulas, palestras, seminários, utilizando-se de todas as formas de expressão, inclusive da música e poesia.

O trabalho, o amor e a alegria de viver são valores que ela sempre colocou em seus livros e que expressam com muita fidelidade a sua forma de ser, como na poesia de Rabindranath Tagore, que ela utilizou no Capítulo “TRABALHO, LEI DA VIDA”, na sua obra NA LUZ DO ESPIRITISMO:

“Eu dormia e sonhava que a vida era alegria.
Acordei e vi que a vida era serviço.
Serví e vi que o serviço era alegria”.

Esse é o exemplo que devemos aproveitar, dedicando a ela o que de melhor temos dentro dos nossos corações.

Comunicamos que o velório ocorrerá no Cemitério da Saudade e o sepultamento será às 15 horas.

Um abraço fraterno.

Centro Espírita Allan Kardec

Therezinha

 

Postado em Notícias por Therezinha Oliveira. 1 Comentário

NA LUZ DA REENCARNAÇÃO – ARGUMENTOS CIENTÍFICOS

Argumentos científicos

Temos de reconhecer que a reencarnação ainda
não está comprovada pelos cânones da Ciência, por­
que esta faz a exigência de que os fenômenos se repi­
tam, que o pesquisador os possa provocar e controlar
para observar, entender e explicar.

A reencarnação, porém, é um processo de vida
espiritual, transcende ao campo físico e não o pode­
mos fazer parar ou repetir, para que o observemos.

Por isso, as experiências de reencarnação que se
relatam têm sido consideradas, pela Ciência, subjeti­
vas, pessoais.

Mas há delas evidências em todos os povos, tem­
pos e lugares e fatos, aqui e acolá, a estão sugerindo
sempre.

Há, pois, atualmente, em favor da reencarnação
fortes evidências observacionais, obtidas por rigorosos
métodos científicos.

Assim são as tendências e vocações, especialmen­
te as que atingem alto grau de manifestação sem ajuda
especial, como nos autodidatas, ou nas crianças preco­
ces ou prodígio.

Henri Poincaré, célebre matemático francês (1854-
1912) não era espírita, mas afirmou que os gênios ma­
temáticos trazem um “talento congênito” Ou seja, já
vêm feitos”. Como explicar isso sem a existência e qua­
lidades do espírito, pois já vimos que caracteres psico­
lógicos não se herdam nem se transmitem?

E a eclosão do gênio se dá mesmo quando o meio
também não ajuda, como no caso do jovem sergipano
Carlos Matheus, pobre, estudante de escola pública, que,
com 19 anos apenas, conseguiu um feito inédito: obte­
ve os títulos de Mestre e Doutor em Matemática num
dos melhores centros de formação da América Latina, o
Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, e pla­
nejava ir para Paris, através de bolsa de estudo, para rea­
lizar curso de pós-doutorado. Por que esse “talento con­
gênito”? Só a reencarnação pode explicar: é um espírito
que se dedicou particularmente por séculos ao estudo da
matemática e o revela em sua aptidão naturaL

Também são evidências sugestivas da reencarna­
ção os anúncios que são feitos, em sonhos ou através de
revelações mediúnicas, de que alguém está prestes a
reencarnar. Às vezes, a futura reencarnação é percebi­
da por via anímica, quando alguém toma conhecimen­
to do fato por si mesmo. E ocorrem casos em que, quem
está desencarnando, anuncia que irá reencarnar futu­
ramente; crianças agonizantes, com informação assim,
consolaram seus pais ante a inevitável partida.

Muitos registros de casos interessantes como estes
são feitos por Gabriel Delanne, no livro A Reencarna­
ção (Edição FEB).

Outro dado significativo que se obtém, às vezes, é
a identificação dos reencarnados pelas marcas de nas­
cença, correspondentes a ferimentos sofridos na en­
carnação anterior.

Também se notam, por vezes, o comportamento
e conhecimentos iguais aos da pessoa reencarnada, e
ainda o reconhecimento de pessoas, coisas e lugares
da vida anterior, evidenciando a permanência da in­
dividualidade com suas faculdades e conhecimentos,
a memória extra cerebral.

Temos, ainda, as lembranças de encarnações vi­
vidas, que podem ocorrer espontaneamente, mesmo
em sonhos, ou serem provocadas. A dificuldade está,
às vezes, em se fazer a comprovação histórica do que
foi lembrado, porque, se a referência é a vida de pes­
soas muito conhecidas e destacadas, o fato poderá ser
atribuído a conhecimentos subconscientes, obtidos em
leituras prévias ou pela sugestão. E, para o caso de vi­
das apagadas, sem qualquer destaque, não existirem
registros adequados ou terem sido destruídos ao longo
do tempo ou por acidentes e calamidades.

Não obstante, essas lembranças continuam sen­
do motivo de muitas pesquisas e até houve indícios
bem comprovados em alguns casos, sendo famoso
o de Shanti Devi, nascida a 11 de dezembro de 1926,
na Índia, que, investigada por autoridades, aos 4
anos de idade, comprovou, por suas vivas lembran­
ças espontâneas de fatos e reconhecimento de pes­
soas da existência anterior, ser a reencarnação de
Ludgi Devi, uma senhora casada, que desencarnara
um ano antes, a 4 de outubro de 1925.

Entre os pesquisadores atuais das lembranças
espontâneas, merecem citação especial Hemendras
Banerjee, da Universidade de Rajastan, ]aipur, na
Índia, e Ian Stevenson, que foi Diretor do Departa­
mento de Psiquiatria e Neurologia da Escola de Me­
dicina da Universidade de Virgínia (EUA), autor de
20 Casos Sugestivos de Reencarnação. Ambos parecem
concordar que, geralmente, as recordações de vidas
passadas se dão nos casos em que houve pouco in­
tervalo entre as duas reencarnações, porque a vida
anterior se interrompera por acidente, assassinato
ou ainda na infância.

Quanto às lembranças provocadas pela hipnose,
muitos são os pesquisadores atualmente, porque abre
campo para a cura de problemas’ psicológicos (trau­
mas, complexos, fobias, aversões), cujas causas estão
nesse passado mais remoto, tornando-se um tratamento
possível e válido, que vence bloqueios, esclarece e abre
novos horizontes na existência.

As lembranças provocadas por hipnose podem
começar chegando até a vida intra-uterina (memória
pré-natal), mas, depois, regredir ainda mais, para as
memórias da vida anterior.

A americana Virgínia Tighe, em 1952, submetida
à hipnose, lembrou haver sido, cem anos antes, uma
irlandesa chamada Bridey Murphy, recordando costu­
mes e tradições que não poderia normalmente conhe­
cer, caso que mereceu manchetes e estudos.

Não podemos deixar de citar as experiências reali­
zadas por Edith Fiore, doutora em Psicologia, com o
seu livro You have been here before, relatando pesquisas
com mais de 750 pacientes e obtendo deles convin­
centes depoimentos sobre as lembranças da fase intra­
uterina e da fase imediata ao nascimento.

Uma nova técnica psicológica foi criada pelo DI. .

Morris Netherton (EUA), para obter a regressão da
memória em estado de lucidez, sem ser por hipnose,
com finalidade terapêutica, denominada inicialmente
TVP (Terapia de Vidas Passadas) e, depois, TRVP (Te­
rapia Regressiva de Vivências Passadas), porque pode
não se referir a reencarnações, mas a lembranças ante­
riores desta mesma existência.

Entendia Hernani G. Andrade que, em todos es­
ses casos, se trabalha com a memória extracerebral,
com os arquivos do espírito, e evidências observacio­
nais, obtidas por rigorosos métodos científicos.

Postado em Quando o Espiritismo Fala por Therezinha Oliveira. Sem Comentários

PALESTRA – OS ESPÍRITOS E NÓS

Queridos Leitores.

Estarei proferindo uma palestra no Centro Espírita Allan Kardec – Núcleo Sousas

TEMA: OS ESPÍRITOS E NÓS
DIA 25/08/2013
09:30h

O CEAK Sousas fica no endereço Av. Maria Franco Salgado, 881 – Sousas.

Saúde e Paz a Todos!
Therezinha.

Postado em Notícias por Therezinha Oliveira. Sem Comentários